Abrigo amplia atendimento aos moradores em situação de rua em Volta Redonda

Estrutura foi montada na Arena Esportiva para proteger pessoas em vulnerabilidade social contra o Novo Coronavírus

O abrigo criado pela prefeitura de Volta Redonda na Arena Esportiva, no bairro Voldac, para atender a população em situação de rua, vem ampliando o atendimento disponibilizado no local. Nessa quarta-feira, dia 22, uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Coordenadoria Municipal de Prevenção às Drogas (CMPD) de Volta Redonda disponibilizou para as 24 pessoas que estão utilizando o abrigo um momento para discutir a prevenção do uso de álcool e outras drogas.

Um calendário com atividades diversificadas foi criado para que durante a semana eles participem de oficinas. Na segunda-feira, tem oficinas de teatro; na terça-feira, no período da tarde, eles fazem atividades físicas; às quartas-feiras eles passam a contar com esse espaço de escuta; e nas sextas-feiras acontecem às oficinas de música.

O prefeito Samuca Silva ressaltou que o objetivo é de atender essas pessoas em sua integralidade. “Não queremos apenas tirar essas pessoas das ruas. Queremos vê-las saudáveis, tanto fisicamente como mentalmente. Para isso estamos disponibilizando todos os atendimentos necessários para que isso aconteça. Nosso objetivo é que após passar essa pandemia, eles sejam reintegrados as suas famílias e a sociedade”, disse o prefeito.

O secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, destaca que essas parcerias estão mudando a vida dessas pessoas. “É um momento muito importante para eles. E esse trabalho que vem sendo realizado no abrigo está transformando a realidade dessas pessoas. Além de alimentação, local seguro para dormir e tratamento médico, eles estão aprendendo a socializar através dessas atividades propostas”, disse o secretário.

Para o responsável pela Coordenadoria Municipal de Prevenção às Drogas (CMPD) de Volta Redonda, Ricardo Cunha, durante esse espaço será desenvolvido um trabalho de prevenção ao uso de álcool e outra drogas. “Nesses encontros todos poderão falar sobres os seus problemas com drogas e também sobre as suas expectativas, planos e sonhos. Queremos cuidar deles com muito carinho. Será um momento semanal de apoio”, disse o coordenador.

As reuniões serão realizadas por uma psicóloga e por uma educadora física da CMPD que irão traçar metas, junto com os abrigados. Durante os encontros as demandas serão levantadas e os trabalhos desenvolvidos de acordo com a necessidade deles.

 ABRIGO – Criado para a proteção contra o Novo Coronavírus, o local tem capacidade para atender até 40 pessoas. A estrutura conta ainda com um espaço de isolamento para quem tem algum sintoma suspeito de Covid-19. Durante o dia todo, até as 20h, a equipe do Consultório na Rua, composta por enfermeiros, psicólogo, técnico de enfermagem, assistente social, além da equipe da Saúde Mental, auxilia os abrigados. Após esse horário, eles ficam com um cuidador em saúde e um guarda municipal monitora o local.

 O espaço de isolamento é destinado aos usuários que apresentem sintomas suspeitos de Covid-19. Pessoas que tiverem agravamento do quadro, sem melhora com o uso de medicação, são encaminhadas para unidades de referência.

O município conta ainda com outros locais para atender as pessoas em situação de rua: o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Centro POP, o Serviço de Atendimento ao Migrante (SAM), que funciona na rodoviária e o Abrigo Municipal Seu Nadim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: