Academia começa a ser desmontada ao lado do Palácio Barão de Guapy

Estrutura foi montada de forma irregular em área de patrimônio histórico pelo governo anterior; convênio com o governo federal terminou em setembro de 2016   

 

Uma estrutura de academia ao ar livre, montada de forma irregular começou a ser desmontada na última quarta-feira, dia 5, nas proximidades do Palácio Barão de Guapy. Instalado dentro de área de patrimônio histórico e sem prévia autorização do Inepac (Instituto Estadual do patrimônio Cultural), os equipamentos foram retirados pela empresa que havia alugado os aparelhos num convênio com o Ministério dos Esportes no governo anterior, em 2014. A estrutura acabou descaracterizando o conceito histórico do Corredor Cultural – formado pelo Parque Centenário, Palácio Barão de Guapy e a antiga Estação Ferroviária.

Além de intervir na estrutura física do conjunto arquitetônico, o custo da manutenção da academia foi considerado alto pelo governo atual, tendo em vista as necessidades mais urgentes do município. Estima-se um valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) pagos mensalmente para manutenção dessa unidade de 2014 a 2016, proveniente de um convênio com o governo federal, encerrado em setembro do ano passado, e não renovado. Em 2017, nenhum recurso foi gasto com o espaço.

O prefeito Rodrigo Drable disse que precisa buscar recursos para essa finalidade, sem que seja necessário utilizar dinheiro de outras áreas, como saúde e educação. “Queremos que no futuro tenhamos academias funcionando, mas temos que buscar recursos pra isso. Nosso projeto de restauração e reurbanização do Parque Centenário e Palácio Barão de Guapy inclui as praças. Teremos um lugar lindo para desfrutar com as famílias”, afirmou.

O superintendente da Fundação de Cultura de Barra Mansa, Marcelo Bravo, explicou que o Palácio Barão de Guapy está entre os bens tombados pelo INEPAC e quando isso acontece, seu entorno também é contemplado e não pode ser alterado. “Em nenhum momento a academia deveria ter sido instalada ao lado do prédio. A remoção da academia e seus equipamentos é o primeiro passo para a revitalização do entorno do Palácio, projeto que pretendemos executar ainda este ano”, concluiu o superintendente.

A Secretária Municipal de Juventude, Esporte e Lazer, Rose Vilela, ressaltou que os alunos que frequentavam a academia serão atendidos no Centro de Lazer Feliz da Vida no bairro Santa Rosa. “Grande parte dos alunos da academia foram encaminhados para outras atividades, como zumba e crossfit no Santa Rosa. Nossas atividades continuam sendo realizadas, promovendo a valorização ao esporte, saúde e qualidade de vida à população barramansense”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: