PREFEITURA SEGUE COM ADEQUAÇÃO DA REDE MUNICIPAL DE SAÚDE

Capacidade de atendimento é ampliada e ficará ainda maior com conclusão de novas obras 

A Prefeitura de Resende está perto de concluir as obras de adequação da Unidade de Saúde da Cidade Alegria, que poderá se transformar em um hospital com 40 leitos em caso de agravamento da pandemia de coronavírus no município. As obras no local, que começaram antes mesmo da chegada da pandemia da Covi-19 ao Brasil, foram aceleradas e houve uma adequação para permitir a abertura de novos leitos, em caso de necessidade. 

Na Policlínica, já foram feitos trabalhos de pintura, instalações elétricas, hidráulicas e a parte sanitária. Os esforços agora são para conclusão da parte estrutural e em seguida virá o acabamento. O prefeito de Resende, Diogo Balieiro Diniz, afirmou que as equipes do governo estão se empenhando para ampliar e capacitar a rede de atendimento, mas ressaltou que é necessária a participação da população com a adoção de medidas preventivas contra o coronavírus.  

– Estão todos trabalhando muito para aumentar o número de leitos, acelerando todas as obras de reforma e ampliação da área da Saúde. Os profissionais estão sendo capacitados e vamos seguir neste ritmo. No entanto, frisamos que a população precisa ter consciência da situação e da responsabilidade que cada um tem nesse momento. Sem a participação de todos, pouco vai adiantar tanto esforço – ressaltou.  

Além da Policlínica, a Prefeitura de Resende promoveu mudanças na estrutura do Hospital de Emergência, que conta com ambulatórios exclusivos para atendimento das síndromes gripais, assim como uma sala de raio-x exclusiva para pacientes com suspeita do coronavírus. O Pronto-Socorro teve as obras entregues de forma antecipada e o hospital hoje tem um Centro de Triagem moderno e eficiente, montado na entrada da unidade em lugar amplo e arejado. O centro também conta com um laboratório próprio. 

Da mesma forma, a Santa Casa teve a obra da sala de tomografia acelerada, além de ter ganhado um reforço nas reformas da clínica cirúrgica. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: